Crónicas Mundo ao segundo - Covidiário 06: números estranhos em Portugal, Brasil abaixo das 800 mortes, EUA das 700, Índia com máximo histórico, e mais.


por Carlos Bonaparte em 25-05-2020 às 04:38

Todos os dados foram obtidos às 04:00, inclusive os da população de Montenegro


Destaques



Se quiser, leia o Covidiário da passada sexta-feira e use-o como termo de comparação.

Dados gerais

No total, até ao dia 23 de Maio registaram-se 5397950 e 343608 mortes. No dia 23 registaram-se 99938 casos e 4183. A taxa de mortalidade situava-se, por isto, nos 6,37%, representando uma queda de 0,07%.
Ótimas notícias que se acentuaram neste domingo, dia em que se registaram 96505, menos casos do que no dia anterior, e 2826 mortes, um número muito inferior ao do dia anterior.
Assim, com 5494455 casos e 346434,, a taxa de mortalidade caiu para 6,31%. As notícias são ainda mais animadoras, porque os Estados Unidos da América registaram pela primeira vez desde Março, menos de 20 mil casos, 19608, e bastante menos de mil mortes, 617. Pela primeira vez em mais de 45 dias, houve mais mortes noutro país, que não nos Estados Unidos da América.
Mesmo o Brasil, que teve um registo de mortes pior que o dos Estados Unidos, registou menos de 800 vítimas mortais, 713, e o valor mais baixo dos últimos 5 dias: 16220. Alto, ainda assim A Rússia tem conseguido manter uma taxa de mortalidade inferior a 1%. Mas neste dia 24, esse feito desfez-se. Em 344481 casos, o país contabiliza 3541 mortes, ou seja, 1,03% de taxa de mortalidade. Mesmo assim, um feito. Na Rússia registaram-se 8599 casos e 153 mortes, e 2300 pacientes estão em estado grave.
Sobre Portugal, o país registou no seu último boletim, 152 casos, 14 mortes, e 74 pessoas internadas nos Cuidados Intensivos. É uma redução face ao último Covidiário que fizemos, mas ela é também significativa entre boletins. No dia 23 o boletim da Direção Geral de Saúde apontava para 271 casos e 13 mortes, e do dia 24, de 152 casos e 14 mortes; uma redução de 119 casos face ao boletim anterior.
Mais correções, agora em Portugal

Vários países têm adulterado os dados de recuperados. Portugal parece estar a fazê-lo também, e a medida serve para incentivar o turismo interno.
Assim, Marta Temido anticipou-se a explicar, no dia 23, que o boletim do dia 24 traria mais de 9 mil recuperados. Seriam pessoas que já estavam registadas no Trace Covid como recuperadas, mas nos números da DGS esses casos ainda não tinham sido atualizados.
Mas...

Até ao dia 28 de Abril todos os doentes tinham que passar por 2 testes negativos, para se considerarem recuperados. A partir do dia 28 essas regras mudaram. Um teste negativo passou a ser suficiente, para os doentes que ficaram a recuperar em casa. Na altura, Marta Temido foi inclusive questionada sobre as motivações para esta mudança, inclusive se não estaria relacionada com a falta de testes.
Esta mudança fez com que houvesse um crescimento exponencial do número de casos recuperados. No dia 28 de Abril havia 1389 recuperados. No dia 24 de Maio, o número de recuperados era 7705, ou seja, em 25 dias houve 6316 recuperados... ou então não.
A DGS incrementou este domingo mais 9844 recuperados, o que totaliza 17549, inclusive mais casos recuperados do que ativos.
Por outras palavras, entre 29 de Abril e 23 de Maio, 25 dias, recuperaram em Portugal 16160 pessoas. Uma média de 646 recuperados por dia, ou para sermos mais exatos, a cada 5 dias houve 3232 recuperados.
20 países sem casos neste momento


Já foram 24, mas agora são apenas 20. Destaque para as Ilhas Maurícias e Camboja, que têm, cada 1, 2 casos ativos. No sentido inverso está Montenegro. Este país registou 324 casos e 9 mortes, pelo que há 315 recuperados. Tem 628066 habitantes e 10167 testes, o que equivale a 16188 testes por milhão de habitantes.

Os países com uma taxa de mortalidade superior a 10%


O número de casos tem aumentado de tal maneira, que quase obrigatoriamente a taxa de mortalidade desce de forma significativa. A juntar a isso, de facto, uma menor mortalidade. Mas há países onde ela continua a aumentar, como Espanha ou o Yemen.
Atualmente há 12 países que se encontram nesta situação. Ontem eram 13, mas a Libéria já voltou a descer dos 10% no que à taxa de mortalidade diz respeito. Posto isto, confiramos os dados mais recentes, tendo em conta que os dados do México já pertencem ao dia 25, mas todos os restantes pertencem ao dia 24 ou anteriores, nos casos em que não se registaram novos casos.

PaísCasos - mortes totalCasos - mortes nas últimas 24 horasTaxa de mortalidade hojeTaxa de mortalidade ontem
Sint Maarten77 15- - 19,48%19,48%
Yemen222 - 4210 - 318,92%17,45%
Bélgica57092 - 9280282 - 4316,25%16,22%
França182584 - 28367115 - 3515,54%15,53%
Itália229858 - 32785531 - 5014,26%14,27%
Reino Unido259559 - 367932405 - 11814,18%14,26%
Hungria3741 - 48628 - 412,99%12,98%
Países Baixos45236 - 5822172 - 1112,87%12,89%
Suécia33459 - 3998271 - 611,95%12,03%
Bahamas100 - 11- -11%11%
México68620 - 73942764 - 21510,78%10,90%
Espanha282852 - 28752482 - 7410,177%10,16%


Comentar





Voltar página anterior